top of page
Buscar
  • Patrícia Oliveira

Prevenindo o alzheimer - Açafrão (Crocus sativus)

Atualizado: 17 de dez. de 2019

No Brasil chamam-se, incorretamente, de açafrão várias substâncias vegetais que se usam na culinária como coloríficos. Plantas com o cártamo (Carthamus tinctorius), o colorau ou urucum (Bixa orellana), a cúrcuma (Curcuma longa) recebem o nome popular de açafrão.

Porém o açafrão verdadeiro é uma planta perene, da família da Iridiaceae, nativa da Europa e Ásia Central, resistente ao clima inóspito com verões secos e inversos frio; porém não resiste a clima úmido (com precipitação pluviométrica acima de 1000mm anuais). Ela tem sua floração no outono e os estigmas das flores são utilizados desde a antiguidade como especiaria e na fitoterapia.


Na Matéria Medica Chinesa o Açafrão é conhecido como 藏紅花 zàng hónghuā, 番紅花 fān hónghuā ou西紅花 xī hónghuā. A palavra zàng é tesouro; fān é bárbaro, estrangeiro e é oeste; todas essas palavras são para diferenciar do cártamo, que chama-se de 紅花 hónghuā (flor vermelha). O termo tesouro é por ser uma especiaria valiosa, estrangeiro por não ser natural da China e Oeste designando a região de origem, pois ela é natural de países que ficam a oeste da China.



O Açafrão possui o sabor doce, é neutro e não possui toxidade. Nutre e beneficia o Sangue (xuè 血), estimula a circulação e reduz hematomas, refresca o sangue e desintoxica, dispersa a tristeza e acalma o Espírito (shén 神). Utilizada na amenorreia e síndromes obstrutivas intestinais. Usada na anemia pós-natal, estados depressivos e síndrome de pânico.


Na Matéria Médica de Dioscórides encontramos:


O açafrão é perfeitíssimo para o uso em Medicina, tanto o maturado como o fresco, o de boa cor ou que tem um pouco de branco nas fibras, o longo, o inteiro, o que dificilmente se pica, o que não é gorduroso, o cheio e o que quando úmido tinge as mãos, não (serve) o que fede á mofo, ou apodrecido e por fim o que dá de si um odor agudo e suave. Porque o que não tiver todas essas qualidades deve ter sido colhido fora do tempo, é velho ou misturado.


Tem-se por segundo em qualidade o que nasce em um campo próximo a Lícia [i] e depois o que nasce no Monte Olimpo da Lícia, segue-se o que pode vir de uma cidade da Etólia [ii], chamada Egide. O cirenaico [iii] e o centuripino [iv], entre os da Sicília são os de menor virtude. Todo tipo de açafrão é espécie de hortaliça, dado que em toda a Itália, por ser muito cheio do humor e de cor graciosa, usam para tingir as faces, pelo qual se vendem caro.


É muito útil as coisas medicinais o que foi descrito primeiro; adulteram-lhes adicionando um pouco de crocomagma [v] moído, untando também com arrope [vi] e acrescentando, para que pesasse mais, um tanto de almartaga [vii] ou de marcassita de chumbo, porém descobre-se a adulteração pelo pó que se assenta e pelo odor de arrope.


Foi opinião de Tessalino [viii] que o açafrão não teria outra virtude que a de ser odorífica. Outros dizem que três dracmas dele em água são mortais. Sua virtude é ser madurativa, molificante e um tanto adstringente. É diurético e dá boa cor ao rosto. Bebido com vinho, impede a embriaguez; e instilado nos olhos misturado com leite humano reprime o humor que eles destilam. Mesclam-se com eles em beberagens para fortificar as partes internas. Em supositório e emplastros (serve) para as indisposições do reto e dos órgãos genitais femininos. O açafrão estimula a luxúria e, quando aplicado em emplastros mitigam aquelas inflamações, que têm algo do fogo de Santo Antônio[ix]; e é útil nos apostemas[x] dos ouvidos. Para que se moa mais facilmente convém secar-lhes ao sol, ou em uma vasilha quente mexendo-os rápido. Bebendo suas raízes infusas em vinho, provocam urina.


Na Fitoterapia ocidental foram identificadas várias substâncias bioativas como:

Trans-crocetina – com propriedades anti-oxidante e, em ratos, cruzou a barreira cerebral e alcançou o Sistema nervoso central (SNC).

Crocetina – em ratos mostrou atividade neuro-protetora, cardio-protetora e e aumentou a sobrevivência em trauma pós-choque.

Crocinas – atividade hepatoprotetoras.

Safranal – anticonvulsivante

Picrocrocina – atividade antitumoral


O extrato foi usado com eficiência no controle da TPM, retardo da redução cognitiva de pacientes com Alzheimer e crianças com déficit de atenção.


Na Homeopatia é um dos remédios do miasma Sicose, indicado em pacientes que têm mudanças rápida no humor, risos incontroláveis, transtornos mentais espasmódicos com tendência a hemorragias, dismenorreia: fluxo escuro; viscoso, coagulado; sede intensa por bebidas frias, pirose, náuseas, distensão do estômago e do ventre. Sensação como se algo se movesse no ventre, sobretudo do lado esquerdo.



Bibliografia:




Dioscorides. Acerca de la Metéria Médica e de los venenos mortíferos. Anvers em casa de Juan Latio, 1555. Dispinível em: https://dl.wdl.org/10632/service/10632.pdf.


Moratalla-López, N.; Bagur, M.J.; Lorenzo, C.; Martínez-Navarro, M.; Salinas, M.R.; Alonso, G.L. Bioactivity and Bioavailability of the Major Metabolites of Crocus sativus L. Flower. Molecules 2019, 24, 2827.





[i] Antiga região na região sul da atual Turquia.


[ii] Região montanhosa da Grécia.


[iii] Proveniente da Cirenáica, atual costa oriental da Líbia.


[iv] Centuripe, cidade da Sicília – Itália.


[v] Mistura de especiarias em globos, que possuiam em sua composição um pouco de açafrão.


[vi] Arrope é um concentrado de uva, o nome deriva do árabe arrubb.


[vii] Óxido de chumbo, substância de cor laranja.


[viii] Tesalino (Thessalus), filho de Hipócrates de Kós.


[ix] Ergotismo – intoxicação por ingestão de alimentos contaminados com o Claviceps purpúrea (esporão do centeio). Os sintomas de ergotismo são depressão e confusão mental, hipertensão, bradicardia, vasoespasmos (com perda de consciência e cefaleia), cianose periférica (mãos e pés pálidos) com claudicação, podendo ainda levar ao coma e morte.


[x] abscessos

166 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page