top of page
Buscar
  • Patrícia Oliveira

A Canela - Cinnamomum zeylanicum (Sinonímia: C. verum)


Cinnamomum cassia (ilustração do Köhler's Medizinal-Pflanzen, de 1887).

Da família das Lauraceae – onde temos várias espécies medicinais e comestíveis como o louro, abacateiro, cânfora, etc- que crescem nos climas tropicais do planeta. O Cinnamomum zeylanicum, como o próprio nome diz, é originário do Ceilão (zeylanicum), atual Sri Lanka, e provavelmente chegou à Europa no Século V a. E.C..

Na antiguidade ocidental, o médico Pedânio Dioscórides (40 – 90 EC), na sua obra De Materia Medica, classifica a canela em 5 tipos: mossylites, montano, negro, branco e o roxo; embora todos “aqueçam, amoleçam, amadurecem e provocam urina, só ou aplicados com mirra, expelem a menstruação e o parto. São úteis contra os venenos e contra as picadas e mordisco de feras que expelem de si peçonha: clarificam as vistas, afinam os grossos humores e aplicados com mel desfazem as sardas e as manchas provocadas pelo sol no rosto. Ademais disso serve muito a tosse, ao catarro, a hidropisia, as enfermidades dos rins e as dificuldades da urina”.

Outras espécies são também chamadas de canela, e com propriedades farmacológicas semelhantes, como o Cinnamomum cassia (canela da China), Cinnamomum japonicum (canela do Japão).

A canela possui as propriedades antiviral, antibacteriana, antifúngica, antioxidante, estimulante do sistema imunológico, estimulante da circulação, antiespasmódica, digestiva e probiótica.

A Matéria Medica chinesa, no livro 神農本草經 Shénnóng Běncǎo Jīng (Clássico da Matéria Médica de Shennong), classifica duas substâncias da canela: a 桂枝 Guì Zhī (o ramo da canela) e a 肉桂 Ròu Guì (casca da canela), embora aqueçam o interior, cada qual tem suas ações específicas:

1- 桂枝 Guì Zhī


Gui zhi http://www.dianshu119.com/index.php?doc-view-2045.html

Nome farmacológico: Ramulus Cinnamomi

Classificação: Ervas que liberam o exterior

Sabor: Azedo e doce

Temperatura: morna

Atua nos meridianos: Coração, Pulmão, Bexiga, Fígado e Rim.

Ações: Libera o exterior; nutre o Yang; Auxilia 營氣 Yíng Qì e o 衛氣Wèi Qì; aquece os canais e colaterais para resolver a dor; desbloqueia o Yang, transforma o Qì e dissolve o muco; aquece o interior e expele o muco para fora.

Contraindicações: paciente com doenças febris quentes; com deficiência de Yin com sinais de Calor; calor no sangue; cuidado durante a gravidez.


2- 肉桂 Ròu Guì


Rou gui https://zhuanlan.zhihu.com/p/30388739

Nome farmacológico: córtex cinnamomi.

Classificação: Ervas que aquecem o Interior.

Sabor: doce e azedo.

Temperatura: bastante quente.

Atua nos meridianos: Coração, Fígado, Rim, Baço-Pâncreas, Bexiga.

Ações: Aquece os Rins, Baço e Coração e fortalece o 命門 Mìngmén; dispersa em Frio profundo, aquece os canais, desbloqueia os canais e vasos e alivia a dor; favorece a geração de QÌ e Sangue.

Contraindicações: nas deficiências de Yin com sinais de Calor; em excesso de calor interno; na tosse com dor de garganta; na deficiência de Sangue com Secura Interna; em casos de Calor no Sangue e durante a gravidez.

Bibliografia:


Botsaris, Alexandros Spyros. Fitoterapia Chinesa e Plantas Brasileiras. São Paulo: Ícone, 2012.

Dioscorides. Acerca de la Metéria Médica e de los venenos mortíferos. Anvers em casa de Juan Latio, 1555. Dispinível em: https://dl.wdl.org/10632/service/10632.pdf.

Leite. Mary Lannes Salles. Manual de Fitoterapia Chinesa e plantas brasileiras. São Paulo: Ícone, 2005.

Miyamoto, Márcio. Fitoterapia Chinesa: Matéria Médica Chinesa Ilustrada – Um guia conciso. São Paulo: GTed. 2016

Noleto, Paulo & Xu Ling. Fitoterapia Chinesa: Matéria Médica. São Paulo: Ícone, 2009.

Shen Nong. Clássico da Matéria Médica de Shen Nong. São Paulo: EBMC, 2017.

279 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Post: Blog2_Post
bottom of page